FRENTE BRASIL POPULAR > Imprensa > Destaques > Declaração é aprovada por unanimidade

Declaração é aprovada por unanimidade

Contra a saída da Venezuela do Mercosul

Mais de 300 participantes presentes na Plenária Nacional da Frente Brasil Popular, realizada em Belo Horizonte, nos dias 07 e 08 de dezembro, aprovaram por unanimidade declaração que reprova a tática dos governos do Brasil, Argentina e Paraguai de exclusão da Venezuela do Mercosul.  De acordo com os participantes "a solidariedade dos povos latino americanos e caribenhos é forte eixo para integrar econômica e socialmente o continente".

 

Veja abaixo a declaração:

 

Declaração da Plenária Nacional da Frente Brasil Popular em relação ao golpe contra a Venezuela no Mercosul

 

Os Movimentos populares que compõem a Frente Brasil Popular (FBP), reunidos em sua Plenária Nacional, na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais,  nos dias 7 e 8 de dezembro de 2016, expressam a mais profunda solidariedade ao povo e ao governo da Republica Bolivariana da Venezuela que foi agredida de forma brutal pelos governos do Brasil, Argentina e Paraguai, ao arquitetarem um golpe para a retirada da Venezuela do Mercosul.

 

Sabemos que esse expediente é parte do projeto de  isolar politicamente e economicamente a Venezuela debilitando o governo legitimamente eleito de Nicolas Maduro e fortalecer a oposição golpista.

 

Denunciamos ao mundo que essa ofensiva contra Venezuela é parte da ofensiva imperial contra nosso povos e executadas pelos governos subalternos do Brasil, Argentina e Paraguai

a fim de hegemonizar em nosso continente, políticas neoliberais ordenadas desde Washington.

 

Os povos latinoamericanos e caribenhos, iniciaram um processo importante de construção da integração continental desde baixo e não podemos permitir qualquer tipo de retrocesso nesse sentido. Qualquer ataque à soberania e autodeterminação a qualquer um dos nossos povos  será um ataque a todos nós e devemos reagir com força e determinação.

 

Pela integração dos povos, venceremos!

 

Belo Horizonte, 8 de Dezembro de 2016