FRENTE BRASIL POPULAR > Imprensa > Destaques > Em carta aberta, professores da USP criticam reitor Zago

Em carta aberta, professores da USP criticam reitor Zago

Após repressão, prisões e criminalização do movimento estudantil

Foi divulgada no dia de hoje uma carta aberta endereçada ao Reitor da Universidade de São Paulo, Marco Antônio Zago. A carta critica duramente a iniciativa do reitor de chamar a PM para dispersar um ato que ocorria em frente à Reitoria na última terça feira, dia 07 de março.
 
Na ocasião, o Conselho Universitário da USP, órgão máximo de deliberação da universidade, discutiria e aprovaria -- apesar da dura intervenção da PM, que feriu alunos, servidores e professores e deteve quatro pessoas -- uma proposta de novo regime fiscal, que pode acarretar em congelamento de salários e contratações, além de uma série de demissões.
 
Subscrevem o documento, que é iniciativa do Balaio -- coletivo de estudantes do movimento estudantil -- importantes professores como Marilena Chauí, Raquel Rolnik, Maria Rita Kehl, Laura Carvalho, João Whitaker e Nabil Bonduki.
 
O texto está aberto para abaixo assinado na plataforma Change (https://www.change.org/p/contra-a-falta-de-democracia-e-uso-de-viol%C3%AAncia-na-usp?recruiter=692452100&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink)